De Médico e Louco todo Mundo tem um pouco: O que significa?

É bem provável que, independente da sua idade ou região onde mora, já tenha ouvido falar que De Médico e Louco todo Mundo tem um pouco. Mas, afinal, o que essa expressão tão popular significa? Para refletir junto com a gente, siga conferindo logo abaixo a explicação sobre:

O que significa?

Esse ditado popular representa o fato de que todos nós temos uma parte mais sensata e outra impulsiva em nossa personalidade, havendo equilíbrio em alguns momentos e, em outros, nem tanto assim.

 

Isso ocorre por conta da figura do médico, profissional de prestígio o qual entendemos que tem uma maior sabedoria, simbolizando assim a parte mais racional de quem somos.

 

De outro lado, há o louco como alguém que não tem controle sobre suas próprias ações, por muitos momentos agindo de forma equivocada por conta da impulsividade com a qual tende a lidar com a sua própria vida.

Origem da expressão:

Não é tão simples saber de onde surgiu essa expressão, visto que hoje ela é tão popular que já não conseguimos definir quem foi o primeiro a utilizá-la. No entanto, alguns autores e estudiosos colaboraram para o ponto trazido por ela.

 

Exemplo disso foi Machado de Assis que em um de seus livros mais conhecidos, o Alienista, trata justamente da narrativa de um médico psiquiatra que perceba na prática a teoria abordada pelo ditado, evidenciando ainda que pontos positivos como a criatividade podem surgir a partir da loucura.

 

Quem estudou sobre isso com grande afinco foi Freud, que inclusive evidencia a percepção que temos da loucura como aquilo que vai além do comum, tratando isso de uma forma muito mais natural que vai além dos problemas psiquiátricos.

Quando usar?

Usamos esse ditado quando alguém faz algo incomum ou inesperado, ressaltando assim que aquela pessoa tem uma parte louca em sua personalidade, o que no geral não tende a ser pejorativo.

 

No entanto, a loucura ainda é uma questão tratada com certo tabu em nossa sociedade e por isso é preciso ter atenção ao citar a expressão, tendo em vista que podemos não ser bem interpretados em alguns contextos.

 

Mas é claro, a mesma ideia também vale para definir a si mesmo, tendo um uso bastante plural agora que já entende o seu significado.

2023.09.07