Lenda da Erva mate: Conheça e reflita sobre Ela

A lenda da Erva-Mate é uma das mais marcantes do Folclore brasileiro, tendo surgido no Sul do país e possuindo ligações com as heranças indígenas que marcam a construção da nossa sociedade.

 

Para a conhecer e refletir sobre, basta seguir conferindo o post abaixo. Já adianto que é uma ótima leitura para fazer com crianças, inclusive refletindo sobre os seus possíveis sentidos.

Lenda da Erva mate

Em uma tribo guarani, havia um guerreiro que amava defender seus companheiros, mas um pequeno problema surgiu à partir disso: Sua idade avançada o impedia de guerrear conforme desejava, já que nesse instante já podia sentir os efeitos do tempo em seu corpo.

 

Como filha, esse ancião tinha Yara, uma jovem indígena que dedicava sua vida para cuidar do seu pai, tendo até mesmo recusado pedidos de casamento nesse período. Um dia, toda a comunidade foi surpreendida com a chegada de um estrangeiro, um viajante de traços europeus e roupas diferentes.

 

Ele foi muito bem recebido, contando com um delicioso banquete típico, além de musicas e danças animais em homenagem à sua chegada. Yara e seu pai estiveram à frete dos festejos e cuidaram muito bem do viajante.

 

No amanhecer do dia seguinte, o estrangeiro confessou ter sido enviado por Tupã, importante deus indígena. Por ter sido tão bem recebido, ofereceu em troca qualquer desejo que fosse pedido a ele.

 

Diante dessa possibilidade, o pai de Yara não pensou muito e logo desejou que pudesse ter de volta o ânimo de sua juventude, o que melhoraria sua qualidade de vida mas, acima de tudo, contribuiria para que sua filha se tornasse mais livre, podendo até mesmo casar.

 

Esse pedido foi atendido, mas de uma maneira um tanto quanto diferente. Isso porque foi entregue ao senhor folhas milagrosas, o mensageiro se encarregou de o ensinar sobre o cultivo e formas de uso, devolvendo assim sua energia e jovialidade.

 

As folhas entregues seriam então as responsáveis pela confecção do Chá de Erva mate.

Reflexão à partir da Lenda

Com base nessa estória, podemos refletir sobre a importância de oferecermos sempre o nosso melhor, mesmo diante da incerteza se poderemos receber algo por isso, pois o mais importante é colocar em prática o bem.

 

Assim, pensar no outro se mostra essencial. No caso do pai de Yara, ele pensou tanto no estrangeiro que tinha acabado de conhecer quanto em sua filha, que nunca saiu do seu lado.

 

Por isso, a lição que fica é a de que possamos cuidar mais um dos outros, mesmo quando a vida não se apresenta de forma tão positiva para a gente. Além disso, é claro, surge especial também a Erva Mate, muito utilizada pelos sulistas para uma bebida típica muito famosa, o Chimarrão.

Em: Folclore,
2022.11.11